quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Lisboa, Autárquicas 2009


LISBOA, a campanha não está perfeita, mas tem tido bastante dinâmica... Muitas acções, bom comício no Teatro Villaret e propostas certeiras (embora ontem no debate o Fazenda pudesse ter falado mais um bocado no "prós e contras", nomeadamente sobre a prioridade máxima pa Lisboa... o Plano Especial de Reabilitação).



A foto acima (e este video) são de uma acção realizada exactamente para chamar atenção pá prioridade absoluta para LISBOA (como aqui já referi!!!), um plano de reabilitação geral da zona urbana, nomeadamente a histórica (mas n só), tendo como objectivo primeiro a re-ocupação da cidade (lisboa tem perdido centenas de milhar de habitantes nos últimos 30 anos)  por jovens e tod@s mais que queiram vir para o centro e não podem devido aos preços exorbitantes e falta de condições. Esse repovoamento por si só irá arrastar uma data de outras "externalidades" positivas (como possibilitar um sistema de transportes mais sustentável, ou o uso mais eficiente de uma data de equipamentos sociais que existem na cidade e estão desaproveitados por falta de gente...).


Mas, como diz o BE, este plano especial de reabilitação não pode ser responsabilidade apenas da câmara (tem de ser um esforço Nacional, q tb abranja os centros de outras cidades) e não é só pa habitação... pequeno comércio, empresas culturais, empresas de software e programação (novas tecnologias ligadas a código e n tanto hardware, dá me ideia q estas últimas precisam de condições que um "estúdio" por melhor q seja não consegue dar... digo eu...), centros culturais e de convívio, hostels e residências baratas, Repúblicas pa Estudantes, Residências, etc...

Aliás em termos de políticas pá cidade esta campanha tá mt mais focada que as do "Zé", algumas coisas fazem-me lembrar a campanha de Miguel Portas em 2001... A melhor campanha que (pelo menos da parte dos jovens de Lx) fizémos... Dessa vez, além de pintar a fachada (e com mt gente q ia passando, é q a casa que escolhemos Ocupar pá acção ficava em frente á faculdade de Belas Artes), ocupámos de facto uma casa numa acção que durou três dias... Limpámos a casa toda, organizámos a pintura da fachada, alguns retoques e nessa casa fizémos um debate sobre políticas pá cidade (a abarrotar) e uma festa, uma mega-festa!!! O nosso plano era mais ambicioso, mas por uma série de razões, ficou por aí. O que já não foi mau... Muita gente veio ter comigo (e outros q organizaram a acção) com conversas do tipo "É por isto que sou do Bloco", ou mais do tipo "tou a ver que os jovens decidiram salvar a campanha do Miguel"...

É verdade que ele (Miguel Portas) não foi eleito (estas foram prái as terceiras eleições da história do BE), aliás estas foram as eleições que provocaram um terramoto político, onde o PS levou uma abada monumental, de tal forma que Guterres de demitiu e partimos para eleições legislativas antecipadas (foi o fim simbólico da década da abundância em Portugal...).
Na altura o Coro de comentadores do regime apressou-se a concluir que o Bloco iria em breve desaparecer, a vontade popular foi diferente, o Bloco foi a única força de esquerda que cresceu nessas eleições acrescentando um terceiro deputado (pelo Porto), aos dois que tinha obtido por Lx nas primeiras eleições legislativas a que concorreu (em 2001 manteve esses dois).



Esta foto foi tirada de um terraço/varanda existente no primeiro andar da casa (já agora, fica na Rua Ivens e neste momento estão lá em obras, mantiveram a fachada e o resto estão a fazer de novo, portanto este Terraço já n existe...), infelizmente não tenho fotos desta acção, mas no video dos 10 anos do Bloco  (aos 50 segundos do video linkado) aparecem algumas imagens desta acção (da parte em q távamos a dar uma limpeza e a pintar), é usada para ilustrar algum "Freakismo" existente no BE à data...
Bem, "Freakes" são as propostas do BE do último Programa Eleitoral tipo "acabar com os Rodeos", esta acção foi uma demonstração prática de como é possível fazer diferente, mobilizou imensa gente (q pa simplesmente distribuir panfletos n tinha paciência, pode-se culpá-los?...) e galvanizou muito mais. Em torno daquilo que é a prioridade mais necessária, urgente e SÉRIA para Lisboa...
Ou seja, um dos caminhos a seguir é certamente recuperar este tipo de intervenções, mas de forma ainda mais consequente.

"Quando analisamos uma coisa, devemos atender à sua essência, considerando as aparências apenas como o guia que nos leva até à porta. Uma vez transposta essa porta, há que aprender a essência das coisas. Eis o único método de análise seguro e científico"
MAO, Uma Faísca pode incendiar a pradaria, 5 de janeiro de 1930



Voltando às Autárquicas de 2009 e alargando a análise para além de Lisboa Cidade, uma coisa a destacar é a juventude dos candidatos e activistas do BE no terreno, outra é a abrangência nacional da campanha, não é que o BE tenha candidatos em todas as Freguesias (nem acredito que algum partido tenha candidato a todas as freguesias... aliás, sei que não, pq em várias existe apenas uma lista), mas já dispõe de candidaturas com impacto não apenas em Lisboa e Porto.
Muito significativa é a força crescente que tem em Cidades de média e pequena dimensão (em Portugal Grandes só Lx e Porto, e já é a esticar...) e se é certo que continua a ser um projecto com força sobretudo nas Cidades (o que faz todo o sentido Histórico, bem isto dava uma ganda conversa...) tb já penetra em zonas rurais.

Portanto Juventude (esta é apenas uma de muitas reportagens sobre "candidatos e listas Jovens" o engraçado é que até agora nos vários orgãos de comunicação social que apanhei, todas estas reportagens focam listas do BE... é que não foi nem uma, nem duas que já vi...) e Abrangência Nacional: desde os arrabaldes da Capital Oeiras, Cascais ou Sintra (todos com Juventude à Cabeça) até à Provincía, Nazaré (mt, mt dinâmica, sim Sr), Vila Nova de Famalicão e Penedondo... São alguns exemplos desta Juventude e implantação Nacional (entre muitos!).

Balanço e Perspectivas e O que Fazer, são questões para depois de dia 11 (com algumas dicas pelo meio, olhem esta é do mais elementar bom senso), para já e para tod@s que estão envolvidos nesta campanha, em Lisboa ou na Província, nas Cidades ou nos Campos, Homens e Mulheres, Jovens e Dinossauros, para tod@s

AQUELE ABRAÇO!!!



PS - Já agora, Parabéns ao Rio! Parabéns Brasil! Parabéns pelos Jogos Olímpicos e tudo! O Mundo bem vai precisar de um Brasil confiante nas suas forças e inspirado na sua diversidade...

1 comentário:

Filipe disse...

foi fixe essa acção de 2001! abracos!