segunda-feira, 5 de maio de 2008

Nepal, Maoismo Reloaded

No passado dia 15 de Abril o Partido Comunista do Nepal (de inspiração Maoista) ganhou as eleições para a assembleia constituinte.

Nos últimos anos os maoistas conduziram uma bem sucedida luta armada, foram progressivamente ganhando controlo de cada vez mais áreas rurais e no final do ano passado conseguiram (em conjunto com outros partidos menos activos) por um fim à monarquia feudal que à séculos dominava este país dos Himalaias. Depois de triunfarem na luta armada, triunfam nas urnas.

Para quem mergulhado num pós modernismo abstracto e ergue o pacifismo num altar e a não violência como a única via, para quem acha que já não há espaço para revoluções e insurrecções armadas ou que já nada temos a aprender com as ideologias do século XX-XIX, aqui está uma bela lição.

Já agora aproveito para alertar que não obstante os delírios do grande salto em frente ou o maniqueísmo da revolução cultural, muito têm a aprender com Mao e a revolução Chinesa, todos os que combatem por uma transformação progressista da sociedade.